Filatelia é colecionar selos!

© 2019 por SOCIEDADE PHILATELICA PAULISTA.

  • Instagram B&W
pwo-logo.gif

Nova emissão dos Correios - Tatuagem Arte na Pele




Os Correios lançam, no dia 11de novembro de 2016, às 19h, no Museu Correios, em Brasília, a emissão postal Tatuagem – Arte na Pele.


SOBRE A MINIFOLHA


A minifolha apresenta como plano de fundo a imagem do processo de criação de uma tatuagem e, sobre este plano, cinco selos com artes produzidas por diferentes tatuadores brasileiros. Em destaque, na parte superior da minifolha, o selo apresenta uma arte tribal de autoria do tatuador Jun Matsui, que, segundo ele, representa uma “roupa”, um adereço que remete à energia primitiva do ser humano e a sua integração com a natureza selvagem. Abaixo, na sequência de quatro selos, o primeiro, da esquerda, apresenta a arte do tatuador Paulo Tattoo composta por elementos representativos dessa forma de expressão, como o índio com tatuagem; o tatau, peça indígena de tatuar; o tebori tattoo, um dos métodos mais tradicionais de tatuagem no Japão, cujo significado é “entalhado à mão” ou “tatuagem à mão”, e também uma máquina de tatuar moderna. No segundo selo, a tatuagem é de autoria de Ivy Saruzi, com a obra intitulada: A Dama. Na arte do terceiro selo, do tatuador Jerson Filho, é focalizada uma imagem estilizada do Arcanjo Miguel. E, finalizando a sequência de selos, a tatuadora Luiza Fortes é a autora da máscara veneziana em estilo art nouveau. O trabalho tem tons quentes de bronze e ouro velho, tons sensuais com profundidade, utilizando recursos de sombra e de luz que destacam a magia do segredo nos olhos e a sensualidade nos lábios. Foram utilizadas as técnicas de fotografia e computação gráfica.


ABOUT THE MINIATURE SHEET


On the background, the miniature sheet shows an image of the process of creating a tattoo and, on the foreground, five stamps with art by different Brazilian tattoo artists. On the upper part of the miniature sheet is a stamp showing tribal art by tattoo artist Jun Matsui which, according to the artist, represents a “clothing”, an adornment referring to the primitive energy of the human being and its integration with wild nature. Below is a sequence of four stamps. The first from the left shows art by tattoo artist Paulo Tattoo, formed of elements representative of this form of expression, such as the tattooed Indian; the tatau, an indigenous artifact for tattooing; a tebori tattoo, meaning “handcrafted” or “tattooed by hand”, one of the most traditional methods of tattoo in Japan and a modern tattoo machine. The second stamp shows a tattoo by Ivy Saruzi, artwork entitled: The Lady. The art on the third stamp, by tattoo artist Jerson Filho, focuses on a stylized image of the Archangel Michael. Finalizing the collection is work by the tattoo artist Luiza Fortes, showing an art nouveau style Venetian mask. The art contains warm,sensual bronze and old gold tones with great depth achieved by using light and shadow to highlight the magic of the secretive eyes and sensual lips. Photography and computer graphic techniques were used.


DETALHES TÉCNICOS


Edital nº 23

Arte

Selos: Ivy Saruzi, Jerson Filho, Jun Matsui, Luiza Fortes e Paulão Tattoo

Foto de fundo: Tatuagem de Jerson Filho, foto de Jair Xavier/Correios

Arte-finalização: Jamile Costa Sallum/ Correios

Processo de Impressão: ofsete

Minifolha com 5 selos

Papel: cuchê gomado

Valor facial: 1º Porte Carta Comercial

Tiragem: 350.000 selos, 70.000 de cada selo

Área de desenho: 35 x 25mm (Jun Matsui),

25 x 35mm (demais)

Dimensão do selo: 40 x 30mm (Jun Matsui),

30 x 40mm (demais)

Picotagem: 11,5 x 12 (Jun Matsui), 12 x 11,5

(demais)

Data de emissão: 11/11/2016

Local de lançamento: Brasília/DF

Impressão: Casa da Moeda do Brasil Versão: Departamento de Relações

Institucionais e Comunicação/Correios

Código de comercialização: 852012306


TECHNICAL DETAILS


Stamp issue n. 23

Art

Stamps: Ivy Saruzi, Jerson Filho, Jun Matsui, Luiza Fortes and Paulão Tattoo

Background: Tattoo by Jerson Filho, picture by Jair Xavier/Correios Brasil

Art finishing: Jamile Costa Sallum/ Correios Brasil

Print system: offset

Miniature Sheet with 5 stamps

Paper: gummed chalky paper

Face value: First Class Rate for Domestic Commercial Mail

Issue: 350,000 stamps, 70,000 of each stamp

Design area: 35 x 25mm (Jun Matsui), 25 x

35mm (other stamps)

Stamp dimension: 40 x 30mm (Jun Matsui),

30 x 40mm (other stamps)

Perforation: 11.5 x 12 (Jun Matsui), 12 x

11.5 (other stamps)

Date of issue: November 11th, 2016

Place of issue: Brasília/DF

Printing: Brazilian Mint

English version: Department of Institutional

Relations and Communication/Correios Brasil

Code: 852012306


Tatuagem – Arte na pele


A tatuagem deixou, há muito tempo, de ser apenas um desenho ou uma marca no corpo humano. Hoje é arte na pele e, independente de modismo, é um meio do homem personalizar no corpo aquilo que ele acredita ser sua essência, registrando na linguagem universal do desenho, seus sentimentos, crenças, ideologias, seus costumes e até mesmo para cobrir imperfeições.

De acordo com provas arqueológicas, existem registros de tatuagens feitas no Egito entre 4000 e 2000 a.c. e um registro bem mais antigo foi detectado no famoso Homem do Gelo, múmia de aproximadamente 5.300 anos, descoberta em 1991, nos Alpes. As linhas azuis em seu corpo podem ser o mais antigo vestígio de tatuagem já encontrado ou então, cicatrizes de algum tratamento medicinal adotado pelos povos da Idade da Pedra. Em seu corpo foram encontradas mais de 50 tatuagens que, de acordo com estudiosos, tinham significado religioso. Um dos objetivos da tatuagem era o de permitir ao indivíduo registrar sua própria história, com fatos representativos que marcassem sua existência, carregando-a na pele em seus constantes deslocamentos. A prática se difundiu por todos os continentes, com diferentes motivações, como rituais religiosos, identificação de grupos sociais, marcação de prisioneiros e escravos (prática usual no Império Romano), demonstração de amor por alguém, ornamentação do corpo, entre outras. Os motivos temáticos expressos nas tatuagens são variados, e definidos conforme a personalidade e a linha artística dos tatuadores e o estilo de vida e as expectativas dos tatuados.

Diversas tribos indígenas brasileiras exibiam tatuagens pelo corpo. Os waujás e os kadiwéus representam alguns dos povos indígenas que utilizavam a pintura definitiva para expressar seus rituais e reverência a elementos da natureza. No ocidente, durante a Idade Média, a tatuagem caiu em desuso, proibida pela Igreja. A tradição foi retomada, em 1769, quando o navegador inglês James Cook realizou sua expedição à Polinésia, e registrou o costume em seu diário de bordo, da seguinte forma: “Homens e mulheres pintam seus corpos. Na língua deles, chamam isso de tatau. Injetam pigmento preto sob a pele de tal modo que o traço se torna indelével”. No Brasil, a tatuagem moderna, surgiu em meados dos anos 60, introduzida pelo dinamarquês Knud Harald Lykke Gregersen, conhecido como Lucky Tattoo, considerado o primeiro tatuador profissional do País. Pela primeira vez os Correios do Brasil emitem selos focalizando tatuagens, com o objetivo de registrar, por meio da Filatelia, a maneira encontrada pelo homem de manifestar, em seu corpo, as suas preferências, as suas percepções, os seus amores, a sua religião, o seu estilo de vida e tudo o mais que possa ser expresso como uma arte na pele.

Correios


Tattoo – Art on skin


Tattoos have long ceased being mere designs or marks on the human body. Nowadays, they are art on skin and, regardless of fashion, are a way to customize on the human skin, through the universal language of art, what one believes as being his/her essence, feelings, beliefs, ideologies, traditions and even to cover up imperfections.

According to archeological evidence, there are records of tattoos dating back to ancient Egypt between 4000 and 2000 BC and even older records found in the famous Ice Man, a mummy of approximately 5,300 years old discovered in the Alps in 1991. The blue lines on his body may be vestiges of the old est tattoos ever found, or perhaps scarring from some medical treatment adopted by the Stone Age people. More than 50 tattoos were found onhis body which, according to experts, were of religious significance. One of the goals of tattooing was to enable an individual record his own history, with representative facts marking his existence, bearing them on the skin during his constant travels. The practice spread across the continents, with different uses, such as religious rituals, identification of social groups, mark prisoners and slaves (common practice in Imperial Rome), demonstrate love for someone or adorn the body, among others. The thematic motifs expressed in tattoos vary and are defined according to the personality and artistic style of the tattoo artist and the lifestyle and expectations of the tattooed. Many indigenous tribes in Brazil bear tattoos on their bodies. The waujás and the kadiwéus are some of the indigenous tribes that use permanent painting to express their rituals and reverence towards elements of nature. In the West, during the Middle Ages, tattooing fell out of favor, forbidden by the Church. The tradition revived in 1769 when the English explorer James Cook, in his expedition to Polynesia, recorded the custom in his log book as follows: “Both men and women paint their bodies. In their language, this is called tatau. They inject black ink under the skin in a way that the design becomes indelible”. In Brazil, modern tattoos appeared in the 1960s, introduced by Danish Dane Knud Harald Lykke Gregersen, known as Lucky Tattoo, considered to be the first professional tattoo artist in the country. For the first time, the Brazilian Post issues stamps focusing on tattoos, aiming to record, through Philately, this way mankind has found of demonstrating, on his own body, his preferences and perceptions, his loves, religion, lifestyle and everything else that can be expressed through art on the skin.

Correios



14 visualizações