Nova emissão dos Correios - Homenagem a Miguel Arraes



Os Correios lançam, no dia 14 de dezembro de 2016, às 19h, no Museu do Estado de Pernambuco, em Recife, a emissão postal em homenagem ao Centenário do Nascimento de Miguel Arraes.


SOBRE OS SELO


O selo retrata uma foto de Miguel Arraes de Alencar. Advogado, economista e político brasileiro. Foi prefeito da cidade de Recife, deputado estadual, deputado federal e por três vezes governador do Estado de Pernambuco. Com uma trajetória de grande popularidade junto ao eleitor e à sociedade, tornando-se uma referência política e de vida. Técnicas utilizadas: fotografia e computação gráfica.


ABOUT THE STAMP


The stamp portrays a picture of Miguel Arraes de Alencar. Lawyer, economist and politician. He was Mayor of Recife, State and Federal Representative, and three times Governor of Pernambuco State. With a political career of great popularity among the public and society, he became a political and life reference. Techniques used: photograpy and graphic computing.


DETALHES TÉCNICOS


Edital nº 25

Foto: Acervo de família

Processo de impressão: ofsete

Papel: cuchê gomado

Valor facial: 1º Porte Carta Comercial

Tiragem: 300.000 selos

Área de desenho: 25mm x 35mm

Dimensões dos selos: 30mm x 40mm

Picotagem: 12 x 11,5

Data de emissão: 14/12/2016

Local de lançamento: Recife/PE

Impressão: Casa da Moeda do Brasil

Versão: Departamento de Relações Institucionais e Comunicação/Correios

Código de comercialização: 852012314


TECHNICAL DETAILS


Stamp Issue n. 25

Photo: Family archives

Print system: offset

Paper: gummed chalky

Facial value:1st Class Rate for

Domestic Commercial Mail

Issue: 300,000 stamps

Design area: 25mm x 35mm

Stamps dimensions: 30mm x 40mm

Perforation: 12 x 11.5

Date of issue: December 14th, 2016

Place of issue: Recife/PE

Printing: Brazilian Mint

English Version: Departament of Institutional Relations and

Communication/Correios Brasil

Code: 852012314


Centenário do Nascimento de Miguel Arraes


Miguel Arraes de Alencar era cearense de nascimento, mas construiu sua carreira política em Pernambuco e se tornou um dos maiores expoentes da esquerda brasileira. Foi deputado estadual, federal e governador de Pernambuco por três vezes. Arraes nasceu no dia 15 de dezembro de 1916, em Araripe, Ceará, onde frequentou os primeiros anos de escola. Em 1932, concluiu o curso secundário no Colégio Diocesano, no Crato, também no Ceará, e em seguida mudou-se para a capital pernambucana. No Recife, foi aprovado num concurso público para o hoje extinto IAA (Instituto do Açúcar e do Álcool). Foi no IAA que Arraes conheceu Barbosa Lima Sobrinho, seu ex-presidente, e que o levou para a vida pública. Em 1948, Miguel Arraes aceitou convite do então governador de Pernambuco, Barbosa Lima Sobrinho, para ocupar o cargo de secretário estadual da Fazenda. Dois anos depois, disputou sua primeira eleição para deputado estadual e ficou na suplência, vindo depois a ocupar a cadeira. Em 1958, conquistou uma vaga de titular na Assembleia Legislativa de Pernambuco. No governo de Cid Sampaio, em 1959, voltou à Secretaria da Fazenda como titular. Nesse mesmo ano, foi convocado pelas forças progressistas para ser candidato a prefeito do Recife e se elegeu para seu primeiro mandato executivo. Em 1962, depois de uma administração aprovada pela população da capital, Miguel Arraes foi eleito pela primeira vez para governar Pernambuco. No seu governo (que não chegou a concluir), Miguel Arraes implantou programas de destaque na área de educação e no setor rural. O Acordo do Campo, assinado em seu gabinete, teve como princípio a implantação da justiça na relação trabalhista dos canavieiros com os donos de usinas. No dia primeiro de abril de 1964, Arraes foi deposto pelo Golpe que instituiu a ditadura militar no Brasil. Depois de ficar preso em quartéis do Recife e da Ilha de Fernando de Noronha, seguiu em 1965 para o Rio de Janeiro onde pediu asilo na Embaixada da Argélia. Ao lado da família, passou 14 anos exilado na capital argelina. Retornou ao Brasil em 1979, quando foi decretada a anistia pelos militares golpistas que estavam sendo pressionados por vários setores da população brasileira. De volta ao Recife, Arraes retomou sua trajetória política, se filiando ao PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Foi eleito deputado federal em 1982. Em 1986, ainda pelo PMDB, Miguel Arraes foi eleito pela segunda vez para governar Pernambuco. Em 1990, já filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), do qual presidente nacional, Arraes foi eleito, novamente, deputado federal, com a maior votação proporcional do país. Em 1994, foi eleito pela terceira vez governador de Pernambuco. Quatro anos depois de perder a reeleição para o quarto mandato de governador, Arraes elegeu-se mais uma vez deputado federal. Morreu aos 88 anos, no dia 13 de agosto de 2005, no exercício do mandato, depois de passar quase dois meses internado no Hospital Esperança, no bairro da Ilha do Leite, na área central do Recife.

Instituto Miguel Arraes


100th Anniversary of the birth of Miguel Arraes


Miguel Arraes de Alencar was from Ceara State, but built his political career in Pernambuco State and became one of the biggest left wing exponents in Brazil. He was State and Federal Representative and Governor of Pernambuco State three times. Arraes was born on December 15th, 1916, in Araripe, Ceara, where he attended the first years of school. In 1932, he graduated high school at Colegio Diocesano, in Crato, also in Ceara State, and shortly after moved to the capital of Pernambuco State. In Recife, he was approved in a public tender to work at the already extinct Sugar and Alcohol Institute – IAA. It was at IAA that Arraes met Barbosa Lima Sobrinho, its ex President, and who took him onto the public life. In 1948, Miguel Arraes accepted the invitation of the then Governor of Pernambuco, Barbosa Lima Sobrinho, to occupy During the Cid Sampaio term as Governor, in 1959, Arraes became, once again, Secretary of Finance. In that same year, he was summoned by the Progressive forces to run for the Recife City Hall, and as elected for his first Executive mandate. In 1962, after an administration approved by the population, Miguel Arraes was elected for the first time Governor of Pernambuco State. In his administration as Governor, (which he never got to finish), Miguel Arraes implemented important programs in education and in the rural sector. The Countryside Agreement, signed in his office, had as a principle the implementation of justice in the labor relationship between the sugarcane workers and the farm owners. On April 1st, 1964, Arraes was deposed by the coup that instituted the military dictatorship in Brazil. After being imprisoned in military quarters in Recife and Fernando de Noronha Island, he went, in 1965, to Rio de Janeiro where he requested exile at the Algerian Embassy. Along with his family, he spent 14 years exiled in the Algerian capital. He returned to Brazil in  1979, when was decreed the amnesty by the military coup members, who were  pressed by numerous sectors of the Brazilian population. Back to Recife, Arraes resumed his political career, affiliating to the Brazililan Democratic Movement Party – PMDB. He was elected for the House of Representatives in 1982. In 1986, still in  PMDB, Miguel Arraes was elected for the second time Governor of Pernambuco State. In 1990, now affiliated and National president of the Brazilian Socialist Party, Arraes was elected, once again, for the House of Representatives, with the highest proportional ballot in the country. In 1994, he was elected for the third time Governor of Pernambuco State. Four years after losing the reelection for his fourth mandate as Governor, Arraes was elected once again for the House of Representatives. He died at age 88, on August 13th, 2005, during his mandate, after spending nearly two months at Esperança Hospital, at Ilha do Leite  borough, in central Recife.

Miguel Arraes Institute

0 visualização

Filatelia é colecionar selos!

© 2020 por SOCIEDADE PHILATELICA PAULISTA

  • Instagram B&W
pwo-logo.gif