Lançamento | Viticultura


Sobre os Selos

A arte foi concebida com a intenção de passar sensações além da mera comunicação visual ou mesmo física. Nesta emissão de Viticultura, o receptor é convidado a contemplar o selo, interpretar e descobrir as ilustrações, sentindo o aroma nas uvas e ainda descobrir o relevo na impressão em calcografia. Foram retratadas 5 das uvas produzidas no Brasil, com a representação das principais características de cada uma delas e de suas folhas. Na parte central, são representados os momentos de interação com as uvas, desde o estudo em laboratório para melhorias na planta, até o ato de esmagamento para extração do suco, passando pelo campo (plantio), colheita e consumo do suco e da fruta. A paleta de cores aprofunda essa imersão na experiência da viticultura. Foram usadas as técnicas de ilustração digital, foto-retoque e manipulação.


Viticultura


A viticultura é o conjunto de técnicas e tecnologias relacionadas ao cultivo de uvas. No Brasil, esse tipo de plantio ocupa uma área de aproximadamente 78 mil hectares, com vinhedos estabelecidos desde o extremo Sul do Brasil, em latitude de 30° 56’ 15’’S, até regiões situadas muito próximas ao equador, em latitude de 5° 11’ 15’’S. Em função da diversidade ambiental, existem polos com viticultura característica de regiões tradicionais, de clima temperado, onde as plantas passam um período de repouso durante o inverno; polos em áreas subtropicais, onde a videira é cultivada com dois ciclos anuais, definidos em função de um período de temperaturas mais baixas, no qual há risco de geadas; e há os polos de viticultura tropical, onde é possível a realização de podas sucessivas, com a realização de dois e meio a três ciclos produtivos por ano.


A produção de uvas no Brasil é da ordem de 1,5 milhões de toneladas/ano. Deste volume, cerca de 50% é destinado ao processamento, para a elaboração de vinhos, sucos e outros derivados, e 50% comercializado como uvas de mesa. Do total de produtos industrializados, 42% são vinhos de mesa e 49% são sucos de uva, ambos elaborados a partir de uvas de origem americana e especialmente cultivares híbridas, envolvendo as espécies Vitis labrusca, Vitis bourquina e outras. Cerca de 7% são de vinhos finos, elaborados com variedades de Vitis vinifera, também conhecidas como uvas europeias; o restante dos produtos industrializados (2%) é de outros derivados da uva e do vinho.


Com a emissão desses selos especiais, os Correios homenageiam a viticultura brasileira, lançando cinco selos de cinco cultivares nacionais. Elas fazem parte do Programa de Melhoramento Genético “Uvas do Brasil”, que desde 1977, desenvolve uvas para mesa, suco e vinho, adaptadas às diferentes condições de solo e clima do Brasil. O germoplasma básico, utilizado nos cruzamentos, é obtido a partir dos materiais disponíveis no Banco Ativo de Germoplasma de Uva (BAG-Uva) mantido pela Embrapa Uva e Vinho, em Bento GonçalvesRS. Em 2019, o BAG mantinha 1400 acessos, sendo considerado o maior acervo de germoplasma de videira de toda a América Latina. Até o momento foram lançadas 21 cultivares brasileiras de uva, que têm como características alta produtividade, diferentes ciclos de produção e resistência às principais doenças que atacam a cultura, como o míldio e as podridões de cacho.

Os selos desta emissão destacam cinco cultivares de uvas obtidas a partir do melhoramento clássico, incluindo seleção massal, seleção clonal e hibridações, que estão promovendo uma verdadeira revolução na vitivinicultura nacional.


Moscato Embrapa

Finalidade: produção de vinhos tranquilos e frisantes

Produção: Sul

Descrição: Tradicionalmente, o nome moscato é atribuído a uma única variedade, porém moscato ou moscatel é um conjunto de aromas e sabores característicos de grande número de uvas aromáticas, como Moscato Branco e Moscato Giallo, A Moscato Embrapa integra esse grupo e é uma cultivar de uva branca, moscatel para elaboração de vinho branco meio seco, de sabor tipicamente aromático, de baixa acidez e agradável ao paladar do consumidor brasileiro. A ‘Moscato Embrapa’ tem 75% de Vitis vinifera em sua constituição genética, garantindo semelhança aos vinhos finos de moscato.


BRS Lorena

Finalidade: Elaboração de vinho branco aromático e frisante, com marcante sabor moscatel.

Produção: Nordeste, Sudeste e Sul.

Descrição: Cultivar de uva branca indicada para a elaboração de vinhos brancos de mesa, aromáticos e frisantes. Plenamente adaptada às diferentes condições climáticas do Brasil, faz grande sucesso entre os produtores, tanto da Serra Gaúcha, do Sudeste ou do Semiárido Brasileiro, pela sua alta produtividade (25-30 t/ha), ciclo precoce, elevado conteúdo natural de açúcar e acidez equilibrada. Seus vinhos apresentam um sabor moscatel bastante marcante.


BRS Vitória

Finalidade: Consumo in natura – uva de mesa sem sementes.

Produção: Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Descrição: Desenvolvida especialmente para os produtores brasileiros do Semiárido, essa uva de mesa preta sem sementes conquistou com seu sabor aframboesado a preferência nacional, superando inclusive as uvas importadas. Ela já é responsável por cerca de 20% da produção de uvas de mesa no Vale do São Franc