Lançamento | Postcrossing


Sobre o Selo

A ilustração do selo mostra duas pessoas trocando postais. Para demonstrar a aleatoriedade da prática, postais foram colocados como se estivessem caindo de ambos os lados. A arte retrata Lisboa, capital do país onde foi criado o Postcrossing, e Paris, cujo monumento Torre Eiffel é um ponto turístico reconhecível em qualquer lugar do mundo. Um dos postais que aparecem no selo retrata o Rio de Janeiro com o Cristo Redentor. Deste modo, o Brasil também está representado. A linha pontilhada que passa por todo o selo remete às viagens pelo mundo e também ao globo terrestre. As técnicas utilizadas foram nanquim, aquarela, marcador e lápis de cor.


Projeto Postcrossing

Num mundo cada vez mais digital, a caixa de correio pode parecer um cenário improvável para uma rede social. Mas é precisamente através do correio que, todos os dias, milhares de pessoas em todo o mundo comunicam com desconhecidos em países distantes — com a ajuda do cartão postal e do Postcrossing.

O projeto Postcrossing começou de um pequeno sonho: o de encontrar uma caixa de correio cheia de cartões postais no fim de um longo dia de trabalho. Foi dessa vontade que foi criada a plataforma Postcrossing — uma plataforma online que liga pessoas de todo o mundo que gostam de enviar e receber cartões postais.

O projeto começou em 2005 em Portugal, inicialmente sem grandes aspirações e apenas com um grupo de amigos. Eles espalharam a palavra e convidaram também os seus amigos, que por sua vez convidaram os seus amigos e… 15 anos depois, o Postcrossing tornou-se num sucesso mundial, ligando pessoas em mais de 200 países diferentes. Atualmente, mais de 55 milhões de cartões postais já foram recebidos, e todos os dias o projeto torna mais interessantes milhares de caixas de correio em todo o mundo.

O seu funcionamento é baseado numa premissa bastante simples: por cada cartão postal que se envia, recebe-se um de volta. Mas o que o torna mais interessante é que não se escolhe para onde se vai enviar o cartão postal nem de onde se vai receber — é o Postcrossing que decide aleatoriamente. —. Ou seja, é sempre uma surpresa! Um dia pode escrever para uma avó na Índia, noutro pode receber um postal de uma criança em Marrocos. Cada pessoa tem um perfil onde pode falar um pouco de si e cada cartão postal é identificado por um pequeno código (Postcard ID) que permite a quem o recebe confirmar que chegou e, logo, que de fato foi enviado. Na prática é bastante simples: enviam-se e recebem-se cartões postais, transformando a caixa de correio numa caixinha de surpresas.

Com os cartões postais, desconhecidos trocam curiosidades da sua vida e da sua cultura com outros desconhecidos, promovendo o intercâmbio cultural e maior consciência sobre o mundo em que vivemos. E, através da sua aleatoriedade, a plataforma põe em contato pessoas que de outra forma nunca se conheceriam, sem ligar a fronteiras, idade, gênero, profissão ou crença, celebrando assim a diversidade do nosso mundo. Amizades são criadas, viagens são sonhadas e crianças aprendem línguas e geografia nas salas de aula — tudo através de um simples pedaço de cartão com selo.

E, mais do que um website, o Postcrossing é também uma comunidade de pessoas que adoram enviar e receber correio. Ao longo dos anos a comunidade Postcrossing tem crescido, e no Brasil conta já com perto de 10.000 membros que enviaram quase meio milhão de cartões postais para todo o mundo. Trata-se de um grupo bastante ativo que organiza encontros regularmente para se conhecerem e para celebrar o cartão postal como forma de comunicação.

À semelhança do que acontece em outros países, a emissão do selo do Postcrossing no Brasil comemora o projeto como forma de comunicação através do cartão postal, assim como o entusiasmo da comunidade que leva o Brasil a todos os cantos do planeta.

Paulo Magalhães

Fundador do Postcrossing

www.postcrossing.com


Detalhes Técnicos

Edital nº 9

Arte: Daniel Lourenço

Processo de Impressão: Ofsete

Papel: cuchê autoadesivo

Folha com 20 selos

Valor facial: R$ 2,45

Tiragem: 600.000 selos

Área de desenho: 65 x 32mm

Dimensão do selo: 65 x 32mm

Picotagem: semicorte com “BR”

Data de emissão: 14/7/2020

Local de lançamento: São Paulo/SP

Impressão: Casa da Moeda do Brasil


Edital 9 - Postcrossing 2020
Download • 213KB

Special Postal Issue Postcrossing


About the Stamp

The postage stamp illustration shows two people exchanging postcards. To demonstrate the randomness of the practice, postcards were placed as if they were falling from both sides. The art depicts Lisbon, the capital of the country where Postcrossing was created, and Paris, which Eiffel Tower monument is a recognizable tourist spot anywhere in the world. One of the postcards that appears on the stamp depicts Rio de Janeiro with Christ the Redeemer. Thus, Brazil is also represented. The dotted line that passes through the entire stamp refers to travel around the world and also to the globe. The techniques used were ink, watercolor, marker and colored pencils.


Postcrossing Project

In an increasingly digital world, the mailbox may seem an unlikely scenario for a social network. But it is precisely through the mail that, every day, thousands of people around the world communicate with strangers in distant countries — with the help of the postcard and Postcrossing.

The Postcrossing project started from a small dream: to find a mailbox full of postcards at the end of a long day at work. It was from this dream that the Postcrossing platform was created — an online platform that connects people from all over the world who like to send and receive postcards.

The project started in 2005 in Portugal, initially without great aspirations and only with a group of friends. They spread the word and also invited their friends, who in turn invited their friends and… 15 years later, the Postcrossing has become a worldwide success, connecting people in more than 200 different countries. Currently, more than 55 million postcards have been received, and every day the project makes thousands of mailboxes worldwide more interesting.

The Postcrossing operation is based on a very simple premise: for each postcard you send, you get one back. But what makes it more interesting is that you do not choose where to send the postcard or where you will receive it from — it is Postcrossing that decides randomly —, that is, it is always a surprise! One day you can write to a grandmother in India, the next you can receive a postcard from a child in Morocco. Each person has a profile where they can talk a little about themselves and each postcard is identified by a small code (Postcard ID) that allows the recipient to confirm that it has arrived and, therefore, that it has actually been sent. In practice it is quite simple: postcards are sent and received, transforming the mailbox into a box of surprises.

With postcards, strangers exchange curiosities about their life and culture with other strangers, promoting cultural exchange and greater awareness of the world in which we live. And, through its randomness, the platform connects people who otherwise would never have met, regardless of boundaries, age, gender, profession or belief, thus celebrating the diversity of our world. Friendships are created, trips are dreamed and children learn languages and geography in classrooms — all through a simple piece of card with a stamp.

And more than a website, Postcrossing is also a community of people who love to send and receive mail. Over the years, the Postcrossing community has grown, and in Brazil it already has close to 10,000 members who have sent almost half a million postcards worldwide. It is a very active group that regularly organizes meetings to get to know each other and to celebrate the postcard as a form of communication.

Similar to what happens in other countries, the issue of the Postcrossing stamp in Brazil commemorates the project as a means of communication through the postcard, as well as the enthusiasm of the community that takes Brazil to all corners of the world.

Paulo Magalhães

Founder of Postcrossing

www.postcrossing.com


Technical Details

Stamp issue N. 9

Art: Daniel Lourenço

Print system: offset

Paper: self-adhesive chalky paper

Sheet with 20 stamps

Facial value: R$ 2.45

Issue: 600,000 stamps

Design area: 65 x 32mm

Stamp dimensions: 65 x 32mm

Perforation: cut to shape with “BR”

Date of issue: July 14th , 2020

Place of issue: São Paulo/SP

Printing: Brazilian Mint




71 visualizações

Filatelia é colecionar selos!

© 2020 por SOCIEDADE PHILATELICA PAULISTA

  • Instagram B&W
pwo-logo.gif