Colecionando Seriamente - Os Olhos de Boi 1843

Denis Forte*

A ideia desse pequeno artigo é que os ajuntadores e colecionadores busquem selos que valorizem suas coleções. Sempre em bom estado.

Para ir direto ao ponto: Os Olhos de Boi são um marco na filatelia mundial. Surgem em Agosto de 1843, apenas 3 anos após os Penny Blacks Ingleses. Fazem do Brasil o segundo país do mundo a emitir selos que tem uso nacional e internacional.

São 3 denominações de valor. O 30, 60 e o 90 Reis.

Existem em papel amarelo e branco. É necessário medir a espessura do Olho de Boi para ter certeza de sua classificação e raridade.

As medidas que eu sugiro, um pouco diferentes do catálogo: Branco de 50 µ, Branco entre 60 e 75 µ, Branco > 75 µ e Amarelo > 90 µ.

Os Olhos de Boi não são selos raros. Eles se encontram facilmente, pois tiveram uma enorme emissão e muitos dos selos encontram-se a disposição dos colecionadores hoje. Mas atenção. Muitos estão em péssimo estado de conservação, o que reduz muito seu valor comercial. Só valem porque são os famosos Olhos de Boi...

Outra razão para aceitar Olhos de Boi em pior estado são os carimbos. Os olhos de Boi têm enormes possibilidades nesse setor e certos carimbos são extremamente raros, ai sim. Alguns dos carimbos corroeram o selo, mas mantêm bom valor, pois só assim existem. Mas atenção. Carimbos devem estar bem batidos e atingir boa parte do selo para serem valorizados. Carimbos parciais de menos de 30% do local até podem ser localizados e montados, mas não deveriam ter o mesmo valor que carimbos com 60% ou mais do local. E selos bem margeados valem certamente mais que os não margeados. Cuidado com selos refeitos e recapados. Valem uma fração de um inteiro! Atenção para Olhos de Boi lavados para tirar o carimbo e vendidos às vezes como novos. Sim, são muitas vezes bonitos, mas devem ser nesse caso anunciados como aspecto de novo ou aspecto de não usado. Pela sua aparência, podem valer mais do que usados comuns, mas menos que os novos com certificado.

Muito cuidado. Olhos de Boi tiveram falsificações de todos os tipos. Algumas fáceis de verificar, mas outras, somente na mão de um colecionador muito experiente ou expertizador. Tem falso extremamente bem elaborado e com papel bem parecido com o original.

Além de um carimbo bonito, margens boas, outros aspectos que valorizam o Olho de Boi devem ser verificados. Têm afinamento no papel (transparência de rasgo ou de afinamento, visível contra a luz?). Vale um pouco menos. Tem uma impressão forte? Vale um pouco mais.


E se tiver a data de 1/08/1843? Muito bom selo e procurado. Muito raro, e em geral no selo de 60 Reis. Seu valor pode atingir 10X a 30X mais. Trata-se de raridade mundial.


Na serie dos Olhos de Boi:


- Selos com margem de folha, podem valorizar bem. Afinal a aparência do selo ajuda a dar o valor. Margens aparecem, mas não são tão comuns. Podem valorizar o selo em até 2X ou 3 X no caso do 60 Reis. Selos já mais caros, como o 30 ou 90 pode se esperar até o dobro.


- Selos com margens de folha e outro traço depois. Esses podem ser oriundos da chapa mista dos olhos de Boi. Dentre os selos mais caros existentes hoje, dois são os que sobraram com 30 e 60 Reis na mesma peça. No caso de peças com os traços após os traços do selo, se confirmados são os Semi xifópagos e o valor é outro, pois muito poucos selos dessa chapa são encontrados com essa característica. São raros assim, mesmo em pior estado.


- Pliès, que são dobras do papel na produção, com cor branca, dependendo do tamanho do plié e do selo, podem ter seu valor X 1,5 a X 4.


- Papeis. Esses têm classificação em catálogo. A grande maioria dos selos é de papel médio (entre 60 e 75 µ). Papel fino é mais difícil e papel grosso também, amarelo ou branco. Verifique sempre na borda que não tem nada impresso, em selo limpo.


- Existe uma chapa quebrada classificada no catálogo. Esse tipo de defeito valoriza muito o selo e a coleção.


- Outras características como filigrana de sutura são encontradas e também valorizadas em coleções. São marcas vistas a partir do exame do selo em Benzina e com certa luz. Não são fáceis de identificar, mas podem valorizar o selo.


- Logicamente cartas com Olhos de Boi são raras e procuradas. Menos que 300 existem com certeza, e menos que 150 com selos em bom estado e cartas também. São disputadas em coleções de alto nível internacional.


Os Olhos de Boi constituem-se em nosso orgulho cultural. Há 177 anos, o Brasil conseguiu inovar em um campo com o primeiro selo numérico do mundo, com um desenho interno muito bem elaborado, com uma execução e uso de um selo antes das várias nações adiantadas de sempre. Guardar um Olho de boi é guardar um pouco da história.


Denis Forte é professor universitário na UPM, filatelista e sócio da SPP e Filabras. Email para denisfortebr@yahoo.com.br.

69 visualizações

Filatelia é colecionar selos!

© 2020 por SOCIEDADE PHILATELICA PAULISTA

  • Instagram B&W
pwo-logo.gif