19º Encontros Paulistanos de Filatelia!
19/08/2011
“Vinho o Nectar dos Deuses” parte II
26/08/2011
Exibir tudo

Centenário do Theatro Municipal de São Paulo

Correios homenageiam o Theatro Municipal de São Paulo com selo comemorativo lançamento dia 12/09/2011.

SOBRE O SELO

A imagem do selo une os dois momentos que marcam a presença do Theatro Municipal na cidade de São Paulo: sua inauguração e seu centenário. No centro, sua fachada, retratada em vista frontal, apresenta o teatro revitalizado ao público com toda a sua grandiosidade. Nas laterais, em destaque, estão representadas as duas principais estátuas da fachada, que traduzem a essência de sua missão artística: a Música e o Drama. No fundo, um céu em gradações de azul, representa o cair da noite, prenúncio de mais um espetáculo. À esquerda, a logomarca do centenário do teatro. Foram utilizadas as técnicas de impressão em ofsete a quatro cores, com retícula estocástica, e serigrafia na cor dourada.

DETALHES TÉCNICOS

Edital nº 20
Arte: Juliana Souza
Processo de Impressão: Ofsete
Folha com 24 selos
Papel: Cuchê gomado
Valor facial: R$ 2,00
Tiragem: 600.000 selos
Área de desenho: 54mm x 20mm
Dimensões do selo: 59mm x 25mm
Picotagem: 12 x 11,5
Data de emissão: 12/9/2011
Local de lançamento: São Paulo/SP
Prazo de comercialização pela ECT: até 31 de dezembro de 2014
Código de comercialização: 852009003

Centenário do Theatro Municipal de São Paulo
A Arte que Embala os Sonhos

O Theatro Municipal de São Paulo nasceu embalando os sonhos de uma cidade que crescia com a indústria e o café e que nada queria dever aos grandes centros culturais do mundo, no início do Século XX. Como em 1898 a cidade perdera para um incêndio o Teatro São José, palco das suas principais manifestações artísticas,tornava-se imperativo construir um espaço à altura das grandes companhiasestrangeiras.
Pelo planejamento e pelas mãos de ardilosos profissionais, o arquiteto Ramos de Azevedo e os italianos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi, teve início a construção em 1903 e, em 12 de Setembro de 1911, o Theatro Municipal foi aberto a uma multidão de 20 mil pessoas, que se acotovelavam às suas portas. São Paulo se integrava, então, ao roteiro internacional dos grandes espetáculos.
A construção do Theatro Municipal foi considerada arrojada para a época: recebeu influência da Ópera de Paris e sua arquitetura exterior tem traços renascentistas e barrocos do século XVII. Em seu interior, muitas obras de arte: bustos, bronzes, medalhões, paredes decoradas, cristais, colunas neoclássicas,vitrais, mosaicos e mármores garantem um banquete para os olhos do espectadormais atento.
Pelo palco do Theatro Municipal passaram nomes como Maria Callas, Enrico Caruso, Arturo Toscanini, Claudio Arau, Arthur Rubinstein, Ana Pawlova, Nijinsky,Isadora Duncan, Nureyev, Margot Fonteyn, Baryshnikov, Duke Ellington, Ella Fitzgerald. Tantos nomes, tantos espetáculos e ainda o cenário do movimentoque promoveu uma grande transformação cultural no Brasil: a “Semana de ArteModerna de 22”.
Duas grandes obras marcaram as mudanças e renovações no Teatro: a primeira, em 1954, criou novos pavimentos para ampliar os camarins, reduziu os camarotes e instalou o órgão G. Tamburini construído na Itália; a segunda, de 1986 a 1991, restaurou o prédio e implementou estruturas e equipamentos mais modernos.
Para celebrar seu Centenário, em 12 de Setembro de 2011, o Theatro Municipalde São Paulo sofreu a terceira obra, esta bem mais complexa que as demais, por restaurar todo o edifício e modernizar o palco.
Para tal, as fachadas e a ala nobre foram restauradas, 14.262 vidros que compõem os conjuntos de vitrais recuperados, as pinturas decorativas refeitas com base em fotos antigas e o palco foi equipado com os mais modernos mecanismos cênicos, sem, com isso, tirar-lhe a presença de tantas personalidades artísticas que ali passaram.
O Theatro Municipal de São Paulo passou de departamento da Secretaria Municipal de Cultura à Fundação Pública de Direito Público, em 27 de maio de 2011, o que lhe confere maior agilidade e autonomia.
O corpo artístico do Theatro Municipal de São Paulo é composto pela Orquestra Sinfônica Municipal, Orquestra Experimental de Repertório, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Lírico, Coral Paulistano e as Escolas de Dança e de Música de São Paulo.
Os Correios, neste selo, imprimem toda a musicalidade e dramaticidade registradas no palco do Theatro Municipal de São Paulo durante os cem anos de sua presença histórica.

Theatro Municipal de São Paulo